20120725

[por onde anda clarice? tá tão sumida essa menina]


"tô em casa, bolando frases pro facebook de vocês" 


[amor compartilhado pela freguesa carol beraldo]


(ingredientes para um delírio inesquecíver: lançamento de editora grande, bons drinques de graça e autora de internet. só digo uma coisa: berenice, segura. ou melhor, serra, segura. segurem todos porque a freguesa anotou a receita direitinho e caprichou no bobó de alucinação)

freguesa: olá, quem é que vai lançar livro hoje?

(fregueses que olham a página de eventos da livraria na internet antes pedir informações: amamos vocês)
 
livreiro: ah, é o benjamin moser. ele escreveu uma biografia da clarice lispector.

freguesa: e ela vem?

(discando emergência 190. discando emergência 190.)

livreiro: ela quem, senhora?

freguesa: a clarice, moço.

(chamando reforços. repetindo: chamando refor...esquece, livreiro já entrou em coma)

manual prático de bons modos em livrarias:  recomendamos aos senhores fregueses o uso diário e sem moderação do site "quem morreu hoje". sem mais,

20120718

[night shit]



                                       britney: anos e anos de 'night shit'.


freguesa: boa noite, tem aquele livro 'night shit'?

('noite de merda', é isso mesmo, galera do fundão?)

livreira: a senhora poderia repetir o título, por favor?

freguesa: n i g h t - s h i t

(livreira consulta o título solicitado pela freguesa e fuén fuén fuén)

livreira: senhora, tem certeza que...

freguesa: ai, menina, é aquele famoso... 'quando night shit chorou', que virou filme até.

(OLHA)

manual prático de bons modos em livrarias: tudo bem não saber a pronuncia do nome de fulano ou beltrano, tudo bem mesmo. problema é inventar e ainda querer sambar na cara da sociedade livresca. daí rola uma mágoa, daí rola um rancor. 


em tempo: aos malas de plantão que estão reclamando da tradução do termo 'night shit', meu mais sincero e carinhoso bocejo.

20120710

[josé luís peixoto x manual prático de bons modos em livrarias]





nem sei o que dizer, sério mesmo. leonardo mendes e priscila rezende, todo o meu amor e mais um pouco. obrigada.

update: deus pai, fiquei tão afoita quando vi essas fotos, que sequer apresentei o modelo. trata-se de josé luís peixoto, um dos meus escritores favoritos (dos escritores vivos, é o meu predileto). zé, que é português, esteve no brasil para participar da flip e passou por algumas cidades brasileiras (as fotos acima, uma brincadeira que me levou às lágrimas, foram tiradas em são paulo pela freguesa priscila, a pedido do freguês leonardo). tive a oportunidade de conhecer zé luís pessoalmente em sua passagem pelo rio de janeiro e, fregueses, há tempos a livreira aqui não ficava tão emocionada. quem me acompanha no twitter, sabe o AMOR que eu sinto pelas coisas que esse homem escreve (eu não falo em outra coisa há semanas) e quem já foi atendido por mim e pediu sugestão de leitura, certamente saiu da livraria com uma obra dele debaixo do braço. amor, gente. amor a lot. para quem nunca leu nada do sr. peixoto e ficou com vontade de conhecer, vá por aqui (poemas e retalhos) ou por aqui (romance 'morreste-me' na íntegra). e para comprar o último livro dele publicado no brasil (lindo, lindo, lindo), chegue mais pra cá

em tempo: eu disse que depois dessas fotos (e do meu encontro com zé), eu já poderia encerrar as atividades do blog. pensando bem, posso encerrar a minha participação na terra sem culpa nenhuma. sério mesmo.

20120709

[fernando who?]


dois causos rápidos para começar a semana? nando people tá dançando terere obande no céu dos escritores sim ou com certeza? bóra lá:


freguesa 01: boa tarde, tem aquele livro 'o homem nu' do fernando pessoa?

livreira: como?

freguesa 01: na verdade, é um conto dele, mas tem um livro também com esse nome.

livreira: do fernando sabino, né?

--

freguesa 02: oi, eu queria o 'antropologia poética' do fernando pessoa.

(a pergunta é: fritas acompanha?)


manual prático de bons modos em livrarias: a freguesia está como nosso amigo phdro: imparável.

20120704

[piratas da livraria - parte 2]

amor compartilhado pela freguesa.livreira luana


(cena: livreira trabalhando feliz e sastisfeista (não) em pleno sábado de sol. para ajudar, freguesa entra, diz que não precisa de ajuda, mas resolve testar os conhecimentos da trabalhadora nossa de todo santo dia)

freguesa: moça, esse livro é original, né?

(OH MEU FUCKING DEUS)

livreira: como assim, original?

freguesa: original, moça... ou ele é falsificado? porque uma amiga me disse que tem que tomar cuidado com livros falsificados que existem por aí.

(tiros de metralhadora disparados por anões)

manual prático de bons modos em livrarias: a amiga da freguesa deve ter falado sobre os livros com tradução 'pirata', suponho. mas gente, depois disso aqui, pouca coisa envolvendo pirataria me surpreende.

20120702

[jurema cravo e canela]

amor compartilhado pelo livreiro amigo hugo b.


(livreiro, no terminal de consultas do setor de livros esotéricos, observa duas freguesas conversando. uma delas pega o livro 'jurema', escrito pela autora mônica de castro, e dispara o delírio para a amiga ao lado)


freguesa: AAAAH, OLHA MARIETA (?) JÁ SAIU O LIVRO DA NOVELA DAS 11'.


manual prático de bons modos em livrarias: gabriela das matas, do jorge amado, também já está à venda. corrão!111!!1
 [mais tomadas, por favor]



freguês: moço, tem tomada aqui?

livreiro: tem sim, lá em cima do lados das poltronas.


freguês: mas tem aquela de três pontas?


(livreiro leva o freguês até a tomada localizada no chão ao lado da poltrona)


freguês: não, não é isso.

(ué, tomada agora mudou de nome?)

livreiro: não?

freguês: moço, vocês não vendem tomadas aqui?

manual prático de bons modos em livrarias: fregueses, alguns livreiros podem até negociar o corpo, mas tomada ainda não é algo que vendemos (ainda) em livrarias.